João Lopes Soares (1878-1970)

Publicado em Personalidades

Nasceu em 1878, em Arrabal, Leiria. Fez o curso de Teologia na Universidade de Coimbra e em 1900 é ordenado padre. Após 1902, é Capelão Militar. Adere às ideias republicanas das quais se torna activo propagandista. As suas convicções políticas levam-no à prisão em 1908. Com a implantação da república vem a ocupar diversos cargos públicos. A sua condição de membro do clero é usada como forma de cativação, pelo recém instituído regime republicano, de populações profundamente religiosas. Assim, irá desempenhar o cargo, primeiro, de Governador Civil na Guarda (de 02/11/1912 a 21/07/1913), posteriormente em Braga e ainda em Santarém. Foi deputado entre 1916 e 1926. Em 1919, exerceu o cargo de Ministro das Colónias.

Em 1927, é desobrigado pela Santa Sé das ordens eclesiásticas. A partir dos anos trinta, dirige o “Colégio Moderno” em Lisboa, de que é fundador. Integram o corpo docente daquele colégio várias personalidades oposicionistas ao regime autoritário, como Álvaro Cunhal e Agostinho da Silva. Foi opositor ao regime autoritário de Oliveira Salazar.

É pai de Mário Soares, figurada incontornável na implantação e consolidação do Portugal democrático pós 1974.

Faleceu em Lisboa em 31 de Julho de 1970.