Salvador do Nascimento (1876 – 1952)

Publicado em Personalidades

Salvador do Nascimento, nasceu na Guarda, no dia 24 de Dezembro de 1876 (ver doc.-PT/ADGRD/PRQ/PGRD41/001/00017), tendo-se distinguido pelo seu espírito humanitário e pelo alto sentimento de solidariedade colocado ao serviço dos seus conterrâneos em momentos difíceis.

Quando tinha 3 anos, o seu pai foi violentamente assassinado na sequência de um assalto.

Veio a frequentar o Liceu da Guarda quando também ali estudava Carolina Beatriz Ângelo.

Depois de concluir os estudos no liceu, segue a carreira de Boticário. Virá mais tarde a inscrever-se na Universidade de Coimbra, onde em 1898, concluiu a habilitação para farmacêutico. Terá sido em Coimbra que conhecerá António José de Almeida, com quem veio a colaborar no jornal A República. A sua actividade política na defesa dos ideais republicanos levou-o a ser preso no período da ditadura de João Franco (1907/1908). Politicamente, foi um cidadão de sólidas convicções democráticas e republicanas, que manteve durante toda a sua vida.

Aos 22 anos, no dia 4 de Abril de 1892, inicia a sua actividade de bombeiro, nos Bombeiros da Guarda, como Bombeiro Auxiliar de Ambulância. Foi eleito por unanimidade Primeiro Comandante da referida corporação de bombeiros, em 21 de Janeiro de 1906, tomando posse no dia 4 de Fevereiro desse mesmo ano.

Por resolução do Conselho de Ministros viria a desempenhar o cargo de Comissário Geral da Polícia Civil do Distrito da Guarda (Decreto de 7 de Setembro de 1922), tomando posse no dia 28 de Novembro desse mesmo ano, no Governo Civil da Guarda. Em 1933 foi agraciado com o Oficialato da Ordem Militar de Cristo.

Faleceu na Guarda a 12 de Novembro de 1952.

Fontes:

RODRIGUES, Adriano Vasco – Salvador do Nascimento: Uma vida – Um ideal. Guarda: Câmara Municipal da Guarda, 2005. (Gentes da Guarda; 3).